Por que você não deve ter um site bonito, e o que cadeiras têm com isso

Carlos Batalha

Carlos Batalha

Sócio-diretor da Agência NBZ - Estratégia Digital

FACEBOOK INSTAGRAM LINKEDIN Other posts by

01 FEV 2017

Agências digitais são um negócio recente. Não existe uma agência que passou de pai pra filho como acontece em consultórios médicos ou escritórios de advocacia. Tudo é muito novo. E, até por isso, é um mercado composto por pessoas de diversas áreas. A NBZ, por exemplo, foi fundada por um desenvolvedor de sistemas de alta complexidade, meu sócio Marcelo Porto, e eu, um arquiteto. E, por isso, nosso modo de pensar sempre foi “qual o problema existente, e como desenvolveremos uma solução que o resolva”.

Em arquitetura tem um debate clássico sobre a forma e a função. O debate é “a forma segue a função, ou a função segue a forma?”. Sempre gostei da forma, mas como executar era o que de fato me fascinava. Antes que você encha o saco do texto sem entender onde quero chegar, vou começar a falar do que o texto se propõe pelo fim. As cadeiras.

O que é uma cadeira? Vamos ao Houaiss:

1 peça de mobília que é um assento apoiado sobre pés (no sentido de ‘partes para assentar’), com um encosto e, muitas vezes, braços (no sentido de ‘partes fixas para apoiar ou descansar os antebraços’), com lugar para acomodar, com algum conforto, uma pessoa

Ou seja, tanto faz se é de madeira ou plástico, se tem acolchoado, cor do forro, se é rococó ou sem firula… porque nada disso importa se você não puder sentar nela. Veja que ainda há um reforço na definição ressaltando as funções – ‘partes para assentar’ –  ‘partes fixas para apoiar ou descansar os antebraços’. Ou seja, se for só de enfeite não serve.

Tá, mas e o site? Nos primórdios da internet era comum ouvir alguém chamar um site de folder eletrônico. E fazia sentido chamar assim. Era um panfleto convertido em um formato para ser visto num navegador web.

Mas, acredite, a essa altura ainda tem gente que pensa assim. Tanto que é fácil encontrar gente que fala em criação de sites com visual moderno (vi isso essa semana), pra dar aquela ideia de criativo, de arte, dessa coisa de gente artista que inventa belezas…

Nós resolvemos problemas desenvolvendo soluções web-based

Bom, aqui na NBZ não existe diretor de arte. Por uma questão simples: não criamos arte. Nós resolvemos problemas desenvolvendo soluções web-based. Ninguém aqui abre um Photoshop pra “criar o visual” do site. A gente entende o problema, debate soluções, e abre um editor de códigos.

Ah, mas e a estética do site? O site vai ser feio então? De forma alguma. Porque, afinal, usabilidade é um dos problemas a resolver. E damos muita importância a usabilidade em nossos projetos. E, com isso, nos preocupamos com a fonte, imagens, legibilidade dos textos, contrastes, hierarquia de informações, cores, distinção clara entre elementos de funções diferentes…

Tudo isso, quando bem resolvido, resultará em um projeto eficiente, elegante, funcional e… bonito. Vamos novamente ao Houaiss pegar duas definições de ‘belo’:

1 que tem formas e proporções esteticamente harmônicas

7 feito com apuro e proficiência; bem projetado e/ou bem construído

Portanto, não criamos sites bonitos. A beleza das nossas soluções online emana de uma resolução eficiente dos problemas, oferecendo um produto final harmônico, bem projetado, e bem construído.

Voltando às cadeiras. Uma linda cadeira que não se pode sentar deixa de ser cadeira pra se tornar escultura. Um site não é uma escultura. É uma cadeira.